A literatura e o Ser mais humano

Às vezes me pego pensando que o ser humano é um animal tão antigo, já vivenciou tantas transformações nesse planeta e permanece aí desafiando cada vez mais a própria espécie. Fico pensado o que contribuiu e o que contribui para o humano se manter presente. Sei que a ciência e a tecnologia são parceiras nessa empreitada de sucesso, especialmente na área da saúde. E sei também que a arte é quem está no outro prato da balança. E dentre todas as formas de arte, gostaria de destacar o papel da literatura nessa caminhada do ser.

“As histórias são muito mais antigas do que a arte e psicologia, e serão sempre as mais velhas nessa comparação” (ESTÉS, 2014)

Quando falo em literatura entenda-se não só a forma escrita impressa em um suporte físico, mas todo o conteúdo simbólico e ficcional criado pelo ser humano e transmitido de geração a geração. Antes da escrita, a oralidade desempenhava esse importante papel  e por meio dela as histórias sempre estiveram no centro da roda da vida. Os contos populares e os mitos são provas vivas dessa História. Se não fosse a transmissão oral, durante milênios e séculos, não teriam chegado até os tempos atuais.

A literatura ganhou novo suporte. Dos livros aos ebooks. E assim, as histórias permanecem vivas. Com nova roupagem, mas sem abandonar os modelitos clássicos de papel e da oralidade, as histórias resistem. E elas estão aí para lembrar ao ser humano da sua humanidade e para servir como “bálsamos medicinais”, como diz C. P. Estés, capazes de tratar os mais diversos males da alma que entravam a caminhada da vida.

O crítico literário Antonio Candido entende que a literatura é uma necessidade básica universal, é um complemente da vida. Portanto, ele defende que todos nós temos direito de ter acesso à literatura. Para Candido, “a criação ficcional nos integra”. Sempre esteve presente em todos os tipos de sociedade. E é, sem dúvida, por esse mesmo motivo que nunca deixará de existir. (Assista o vídeo abaixo)

A resistência das histórias entre os humanos diante de tantas mudanças que a humanidade já passou, me faz crer que sem elas talvez não estivéssemos aqui para contar essa História. Sem dúvida, a literatura faz de nós seres mais humanos.

rodape-blog

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s