Livro-rio que convida a desaguar

Fim da leitura. Uma enxurrada de água salgada transbordou dos olhos. Desaguar que me deixou leve. Ufa! Durante o mergulho nesse livro-rio de Carla Madeira a agonia foi minha companheira. Desespero, falta de ar e embrulho no estômago de dor pela dor das personagens. Foram essas algumas sensações que me acompanharam. A viagem que a autora propõe não é para os fracos nem para os puros. É para quem sabe que a vida é feita de erotismo, prazer, dor e amor.

A jornada nesse livro-rio é feita sobre água turva que aos poucos vai se lavando, como o fluxo natural da vida.  É um correr fluido encadeado com palavras que transbordam uma magia que prende a cada página. Aos poucos vai se instaurando uma calmaria boa de se ler. Sem dúvida, um livro-rio que guarda surpresas no percurso. Como a vida.

Li num sopro. Não poupei as páginas. Foi uma viagem intensa, feito enxurrada. No fim, alma lavada. Impossível não transbordar. Saí leve com o coração carregado de beleza. E com a certeza de que a parte boa sempre dá conta da parte ruim, como nos ensina a sábia Aurora, e que “não é tolo dizer que o amor é sagrado” (p.111).

Sinopse : Tudo é rio, de Carla Madeira (Editora Quixote+Do)

Por este livro passa um rio. Em sua correnteza, a obsessão de três personagens que não sabem desistir. Com uma narrativa profundamente sensível, Carla Madeira nos convida para uma aventura corajosa pela natureza humana, em toda a sua complexidade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s